Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Certas Dores.

Certas Dores.

Certas dores são tão incertas que você,
Nunca vai entendê-las.
Mas, essa eu gostaria de esquecer,
Eu gostaria...
Nem que fosse por um instante tirar essa dor de mim...
Pois sei que no fim vou ficar sozinha...
Quem ia querer estar ao meu lado?
Estar ao lado de alguém fraco, triste, que nem ao menos tem coragem... De falar o que sente...
Que chora por tudo. Fraca!
Nem eu acredito mais no que falo. minha voz sai entrecortada.
Meu olhar... Fere-me como se fosse uma adaga, cuja lamina fere dos dois lados. o meu e o seu.
Eu estou perdendo meu melhor amigo, mas é melhor, eu parar de falar...
Pois essas palavras doem...
Queria ter apenas bons sonhos...
Queria estar ao lado das pessoas que amo e ajuda-las... mas a única coisa que, consigo é perturba-las mais, feri-las.
Quando foi que deixei de acreditar?
Quando foi que me tornei o que sou? Será que sempre fui assim...
Fraca! Uma perdedora nata.
Quais sonhos eu tornei realidade? Nenhum...
Pois nem ficar ao lado de alguém e ajuda-la eu consigo....
Queria poder apagar a luz, fechar os olhos e dormir...
Sem me arrepender, de falar que hoje eu ajudei ou fiz alguém sorrir...
Pois cansei de ser falha, de ser fraca.
Queria parar de mentir...
 Mas sei que na verdade, eu não minto pra ninguém... só pra mim mesma;
Sou a única que sai traída nessa estória...
Que estranha vida...
É a minha aonde nem a solidão me acalma, nem a dor me consola,
E a morte que a todos, consola.
Nem a morte vem a mim...

Vivian Sales de Oliveira
29/08/04 04h34min AM
Vivian Drecco
Enviado por Vivian Drecco em 20/06/2006
Código do texto: T179198
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vivian Drecco
Guarujá - São Paulo - Brasil, 32 anos
46 textos (2539 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:30)
Vivian Drecco