Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sofro por ti

Sofro por ti
que vives enganado
sob o teu teto.
Não engano físico
mas engano de alma
que, por fim, conseguiu
sujocar a tua
que eu julgava boa, desinteressada.

Que pena!
Arquitetando maquiavélica,
uma alma interesseira e esnobe
sufocou a tua
que eu julgava nobre e amiga.

E tu seguiste o fio de Ariadne
pensando que te livrarias do Minotauro
sem perceber que este ser vive a teu lado
e conseguiu findar sinceras amizades
de leal fidelidade.

Que pena!
Deixaste que a vida material e ambiciosa
sufocasse o que de mais puro
havia numa amizade.

Ledo engano
julgar que o conforto e luxo
de uma mansão,
que as pseudo-amizades
que pululam o status
substituem a paz!
Esta só habitará
na lei da consciência.

Tenho pena de ti
Pois um dia haverás de descobrir
que a "verdade verdadeira"
algum dia chegará a ti.

Sinto, sinto muito
ver que um amor fraterno,
quase idolatrado, ruiu,
foi levado pelo vento
como desaba um ídolo de barro.
Nadir de Andrade
Enviado por Nadir de Andrade em 23/06/2006
Código do texto: T180652
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir de Andrade
Barreiras - Bahia - Brasil
134 textos (6224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:04)
Nadir de Andrade