Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

onde estar você , amor??!!

A dor estaciona e encontra abrigo
meu peito é sua casa.
São garras que encravam na pele
ferem até o pensamento.

O erro é uma maldição maldita
quando se cai é dificil sair dele.
É preciso chamar o perdão
mas nem sempre ele vem.

O meu coração é um labirinto
e quando começo a andar por ele
minha asma aparece, meu nervosismo chega.
meu amor se perdeu por esse labirinto.

Mas eu vivo gritando pr ele
vivo sem ele , sem direção!
cada vez mais distante ele fica
que medo dele nunca mais voltar.

Pois então, minha frente é só nuvem
estou cego , a loucura me cegou.
A intolerância me fez adoecer.
meu coração vai parando lentamente.

Já não sei pensar como antes.
minha cabeça também parou.
O mundo sem ela pra mim é estático
pára de funcionar.

E no labirinto começou a tempestade...
raios e trovoadas ... gritos de desespero.
sentimento de perda...
e cada raio ilumina a saudade do meu amor.

Mas esse raio não cai sobre mim
pelo contrário ele me evita...
para que eu possa ver todas as cenas
belas de quando nos amávamos.

E choro... choro muito
adimito que não sei como agir na ausência dela
a insegurança ... não sei se ela vai voltar um dia!
passei a minar o labirinto , sem querer

Cada nova manhã eu saudo com uma lágrima
 e cada nova noite com outra lágrima inconsciente.
Nem ao menos tenho coragem de amar!!!
tenho medo de amar!! não sei amar!!

Você é tão minha
quanto as ondas são do mar.
Você me ilumina tanto como
o sol banha a terra.

Cada música que ouço...
espero sua voz visitar meus ouvidos.
Fecho os olhos e nem imagino tentar te esquecer
não vejo a hora de te ter novamente, ficar com você!

E junto com o ar que eu respiro
vem as lembranças que nem mesmo existiram...
ouço crianças gritando papai
vejo você ,minha esposa, vejo nossa família.

A felicidade parece que achou a saída
do meu labirinto...
trocou de lugar com a triteza...
minha felicidade sempre esteve com meu amor.

Então , felicidade, para tê-la
preciso achar o meu amor novamente.
Vou buscá-lo, vou morrer por ele.
Sou capaz de ferir por ele.

Essa poesia é um eletrocardiograma
do meu coração...
e atesto que estou como uma doença
chamada amor perdido!

Agora , para encerrar , eu faço um apelo
quem encontar , ligue para mim
que vou até o fim da vida buscá-lo
e se você , amor, ler essa poesia volta pra mim!


Rafael Rezende Da Costa
Enviado por Rafael Rezende Da Costa em 02/07/2006
Reeditado em 11/08/2009
Código do texto: T186391

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Rezende Da Costa
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
144 textos (5327 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:19)
Rafael Rezende Da Costa