Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARRUMAÇÕES

Andei todo o dia a arrumar
E qual foi o meu espanto!
Acabei por me encontrar
Arrumada a um canto.

Estava triste desiludida
Com meus olhos fechados,
Pois deixei passar a vida
Agarrada aos meus bordados.

Mas tive que me recompor
E fugir daquele canto,
Ir procurar um novo amor
Que me amasse tanto, tanto.

Mas foi triste a minha sorte
Continuo sempre a sofrer,
Não encontrei ninguém forte
Que me ensinasse a viver.


Maria Custódia Pereira
15-08-2005
Biazocas
Enviado por Biazocas em 11/07/2006
Reeditado em 25/01/2012
Código do texto: T191800
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Biazocas
Portugal, 65 anos
423 textos (15828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:00)
Biazocas