Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Mesmo Fantasma... A Mesma Ópera

Fecham-se novamente as cortinas,
Como dois fios de lágrimas,
Encontram-se as cachoeiras de meus olhos,
Que mesmo fechados, estão a ver
E mesmo escondidos,
Hipnotizam.

Pelas sombras da platéia vago em silêncio.
Às vezes notado. Às vezes esquecido.
Estou no coração de cada um...
Mesmo calado, estou a gritar.
E mesmo gritando,
Não sou ouvido.

O desespero cobre-me.
Põe em meu rosto sua máscara branca.
A capa escura da dor esconde-me o coração.
Meu lamento ecoa pela imensidão do medo.
Mesmo sem ouvir, estão a sentir. E sentindo,
Suas lágrimas se juntarão às minhas...
Alex Dumal
Enviado por Alex Dumal em 15/07/2006
Reeditado em 12/09/2008
Código do texto: T194362

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Dumal
Guara I - Distrito Federal - Brasil, 38 anos
43 textos (1460 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:17)
Alex Dumal