Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Distorção


Não medirei minhas forças as suas
Seria um eterno perdedor nessa história
Não posso continuar me enganando
Vivendo um faz de contas
Não sou aquele por quem esperas
Estou muito distante de seu ideal
Sou tão humano
Minhas falhas ressoam tão alto
Esqueço datas e fatos
Algumas vezes não reconheço meu reflexo
O espelho é tão estranho e distorcido
A vida ao meu lado será um erro
Não terei mais rosas nas mãos
Muitas vezes só corte de espinhos
Sangrarei e chorarei a minha dor
Não quero sua piedade
Seu olhar de medo
Seu arrependimento
Prefiro a solidão
Tentarei me recompor
Encontrar um caminho a seguir
Não deixar o redemoinho me tragar
Os cataventos das salinas estão enferrujados
A maresia corroeu meu espírito
Há moinhos de vento que não giram mais
Sonhos estão perdidos nesse ar rarefeito
Siga seus passos longe de mim
Não me entenderás agora
Ninguém me apoiará nessa decisão
Só a loucura será minha analista
Escreverei meu diário com lágrimas de tristeza
Planos de fugas interiores
Poesias de despedida
Sonetos de separação
Sou um urso em hibernação de si mesmo
Nessa caverna não há retorno para o verão
Só existe neve em meu coração
Andretti
Enviado por Andretti em 15/07/2006
Código do texto: T194643

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andretti
Arapiraca - Alagoas - Brasil
599 textos (12975 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:19)
Andretti