Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

desencanto

fartei-me de tantos dias 'bebidos' em uma noite... perdi-me da razão e não sei distinguir os intervalos da vida.

sei, apenas, que existo de alguma maneira, meus registros, posso assim dizer: as minhas pegadas, deixei-as grafadas em um livro de folhas retorcidas, amarelecidas e sem pautas, repletas de letras amanhecidas, as quais, foram vertidas de penas sob noites inteiras, em que faltou a lógica para compreender qualquer questão. não importa ...

estou ao fundo do meu espírito e agora, só, existo ao anoitecer.

a razão pouco importa: ela... é obscura na alma, incapaz e cega à realidade e à luz do dia.

esta razão se encontra farta de palavras psicografadas e ditadas pelo engano propositado do 'seu' bel-prazer.
marcia eduarda
Enviado por marcia eduarda em 15/07/2006
Reeditado em 16/07/2006
Código do texto: T194711

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (márcia eduarda®). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marcia eduarda
São Paulo - São Paulo - Brasil
534 textos (16560 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:34)
marcia eduarda