Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANTAS

Porque o meu coração bate por mil, e ao fim ao cabo estar só
                                 QUANTAS
                          A ti, com amor, imenso amor...

Palavras escrevi
E escreverei?
Mas nunca nelas encontrei a felicidade
Mas sem elas não sei quem sou
Nem o que serei…

Sensações
Brotam do meu peito
E que ficam desencontradas da vida
Por ninguém lhes pegar?
Carta que pede um endereço
Mas que não tem a quem entregar…

Mulheres eu amei
Sem que esse eco
Tivesse uma resposta?
Porque ao fim ao cabo
Nesta equação existencial
Eu pareço a parcela
Que menos importa…

Mas amor
Só tive um
Ao longo de mais de mil anos de existência
Outras poderão surgir
Embora seja a Ela
E só a ela
Que ele pertence
Pois ele é a mais maior valência
Que eu tenho para oferecer
Corpo que embala a alma
Para esta tanto não sofrer
Nesta luta desumana
E tantas vezes sem sentido
Quando o que eu apenas queria
Era um abrigo
Ou também
Que alguém
Ficasse
Finalmente comigo…



Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 18/07/2006
Reeditado em 18/07/2006
Código do texto: T196609

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:11)
Miguel Patrício Gomes