Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não... não... não... por favor!...

Não... não... não... por favor!...
Nada mais quero ouvir de ciúme...
Sinto-me adorada, numa gaiola de ouro!
Sem sentir da vida o natural perfume!

Vendo o sol nascer entre as grades...
Do amor, que feliz da vida, me condena...
Tendo nos lábios palavras doces e amenas,
Juíz se faz, e decreta as mais duras penas!

Não... não ... não...  por favor!...
Não posso mais viver numa redoma de vidro,
Não posso aceitar... vegetar apenas!...
Meu coração está ferido demais... aflito!...

Tantas vezes pedi... tantas implorei!
Não dá pra viver de dor e lágrimas...
Sou como a flor no duro rochedo...
Um pássaro que lhe cortaram as asas!

Tanto pedi, tanto implorei... expliquei...
Tantas e tantas vezes, afeto sincero jurei!
Que hoje sem forças, sem qualquer alegria,
Percebo que só me feri... e maltratei!...

O que fiz?... - Onde foi que errei?!...
Mary Trujillo
22.06.2006

Respeite os direitos autorais
Mary Trujillo
Enviado por Mary Trujillo em 20/07/2006
Código do texto: T198395

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Trujillo
São Paulo - São Paulo - Brasil
387 textos (25774 leituras)
41 áudios (1840 audições)
8 e-livros (1171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:29)
Mary Trujillo