Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A Sentença


Encomendei amor á Vida,

Pedi-lhe que fizesse seu preço!

Mas não me quis escutar, 

disse-me,que não mereço!



Prometi-lhe, alvíssaras d'oiro,

Incenso, Mirra e Platina,

Mas continuou negando-me,

Disse ser a minha Sina!


Fui insistindo todavia,

Suplicando sua mercê,

Mas a Vida, não me ouvia

Condenou-me como Ré!



Dirigi-me depois á Morte,

Pedi-lhe que me levasse,

Também ela me recusou,

como de pária, me tratasse!



Nem a Vida ou a Morte, me quiseram ,

Ao Eterno Limbo, me condenaram,

Nesta indefinição me submeteram

Nem minhas súplicas escutaram!

Aguarela Matizada
Enviado por Aguarela Matizada em 27/07/2006
Reeditado em 12/06/2010
Código do texto: T202916

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aguarela Matizada
Brisbane - Queensland - Austrália, 57 anos
266 textos (10830 leituras)
8 áudios (206 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:08)
Aguarela Matizada