Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Morta dentro de mim

Chove lá fora
Noite escura como breu, fria, triste
Fria como meu espírito está
Triste como minha alma se sente
Lágrimas não correm em minha face
Estão sem forças
O pranto é interno
A voz cala
Os olhos não brilham
Não enxergam a beleza do mundo
Ela se torna obscura
Sem vida
Vida que se foi de mim
Nada resta
Nem dor
Nem magoa
Nem ressentimento
Nada sinto
Nada!
Nada restou
Tudo é vázio
Morta...
Morta dentro de mim!


ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe de ser uma poetisa sou apenas alguém que sente!


Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 31/07/2006
Reeditado em 19/05/2012
Código do texto: T205883

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146135 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:54)
Dama De Negro