Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ilusão

Não sinto meus pés
minha cabeça pesa
meu corpo pede socorro,
lateja,
chora sua dor
da perda do nada,
porque nada tinha
apenas a ilusão de ter.
amargo preço
de perder o que não teve,
o apreço.
Jogo desonesto.
Esse amor apostou num troço
destroço de alguém perdido
num emaranhado de pura ilusão,
louca paixão
vivida em horas
fora de hora.
Por que não na minha hora?
Já foi,
não vi passar,
por isso ainda corro
pensando alcançar
esse trem sem vagão,
tolice de adolescente,
pós-adolescente,
que vive pensando
que seu amor
ainda a quer.
Naiara Barbedo
Enviado por Naiara Barbedo em 01/08/2006
Código do texto: T207025

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Naiara Barbedo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
217 textos (10882 leituras)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:30)
Naiara Barbedo