Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORAÇÃO DE PEDRA

Tua frieza é como uma correnteza
Que passa sem nada deixar
Tua indiferença te fez quase extinto
Te tornando transparente
Tua insensibilidade te fez inexistente
Te tornando invisível
Teu ser é digno de piedade
 
Pois és infeliz
Porque não possuis alma
E sim um vazio
Não tens coração
E sim uma pedra
Fechado, sem palavras
Sem abrir o teu "eu" mais profundo

És sufocado por ti mesmo
Escondes teus sentimentos
Por trás de uma capa
Não demontras o que sentes
Mas extravasas com agressividade
Com o poder de mandar
Com os gritos que emites

Mas tua fisionomia te entrega
Com tua cara amarrada
Da tua insatisfação consigo mesmo
Teu silênco é de sofrimento
Teu calar é de dor
Tua dor te cala fundo
Guardas em teu peito

O segredo do teu maior sofrimento
Ocultas dentro de ti tua maior dor
Dor que ninguém é responsável por ela
Dor que é só tua
Dor que não tem cura
Dor que não tem remédio
Dor que nunca revelarás...
Maysa Barbedo
Enviado por Maysa Barbedo em 02/08/2006
Reeditado em 30/09/2006
Código do texto: T207542

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maysa Barbedo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
2967 textos (326160 leituras)
7 áudios (1543 audições)
104 e-livros (20164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:52)
Maysa Barbedo