Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Admito




30/04/1987.




Ah, voltaste. Eu já te esperava.
Entra, que a casa é novamente tua.
Como quem sabe que deve, eu sabia.
Que não conseguiria mais afastar-me de ti.
És a minha cruz.
Por que recusar?
Como ignorar?
É o mesmo que estar acorrentado, e querer esquecer as cadeias.
É o mesmo que fechar janelas, imaginando que ainda é noite.
Como evitar o inevitável?
Ah, como dói. Será que agüentarei?
Serei sempre assim?
(Serei sã?)
Laivos de loucura. Precisa-se tê-los para ser poeta.
A vida não é bela. A verdade machuca.
Fardo pesado, nó na garganta.
A certeza de envelhecer mais, enfear mais, sofrer mais.
E é inevitável.
Por que esse abandono? Me perguntarás.
Porque as cadeias são reais, te direi.
Aonde o amor? Aonde a compreensão? Aonde o socorro, por Deus!
Até quando respirar? Até quando sonhar?
Pra que planejar mapas do mundo já mundo há tanto tempo?
Aonde a música interna? Até quando a felicidade externa?
Estou cansada de representar dezoito horas por dia, e esperar 365 dias no ano, para viver.
Ah, poesia! Minha voz, meu grito ao mundo, minha confidente e amiga.
Cansada. Esgotada. Infeliz.
Desses meus vinte e três, quantos meses sem você? Agonia.
Nervosa. Abalada. Estafada. Extremamente cansada.
Dor, mágoa, razão. É a atriz tirando a máscara, voltando a ser a mulher. (Mulher? Que ironia!)
Por isso vem, agonia.
Puxe uma cadeira, sente, tristeza.
Não são apenas os bons filhos que à casa retornam.

Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 03/08/2006
Código do texto: T208031

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21460 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:05)
Edilene Barroso