Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Catavento

Tudo que meu tato escuta é nada mais que vermelho sangue.
Vou partir daqui antes que alguém lhe parta e arranque.
Ira e tédio se confundem com o frio que parte do mangue.

Juncos e jangadas navegam sobre o mais gelado fogo.
Torço para que, antes mesmo de mim, o quilombo chegue logo.
A caminhada está cansativa e o olhar me mostra o que rogo.

Trotando sobre nuvens negras. Quebrando ordens e regras.
Esqueletos tomam de volta suas peles com sangue e rédeas.
Pregos martelam onde todo ego conta mais do que as eras.
Rafael S Valle
Enviado por Rafael S Valle em 07/08/2006
Código do texto: T210825
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael S Valle
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
176 textos (5034 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:40)
Rafael S Valle