Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Cor da Mágoa


Em cores de ocre,

se pinta o despeito,

a dor,a mágoa,

que rasga meu peito,

desfeito,

Em cores negras,

a noite eterna,

que não gerará alvoradas,

nem auroras boreais!


De cores vermelhas, em sangue,

de coracao trespassado,

aviltado pela mentira,

se pinta o quadro,

que eu quisera aguarela!

Transparente,

inocente e leve,

mas de uma frescura bela!

Mas as cores alteram-se,

As cores misturam-se,

Poluem-se!


Os pinceis ferem a tela virgem,

Esfaqueiam! Dilaceram!

E o Pintor, insatisfeito,

com os danos, joga o quadro ali!

Abandonado!Espezinhado!Humilhado!

...Deixa-o morrer!

É o fim!


Mas quem sabe, se um dia,

Alguém o descobre, e essa tela,

Tão pobre, vai parar á Galeria?

2001
Aguarela Matizada
Enviado por Aguarela Matizada em 10/08/2006
Reeditado em 24/05/2010
Código do texto: T213160

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aguarela Matizada
Brisbane - Queensland - Austrália, 57 anos
266 textos (10830 leituras)
8 áudios (206 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:45)
Aguarela Matizada