Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELHO ERRANTE

O velho curvado vai se arrastando
Carregando as suas coisas com custo.
Não tem onde dormir nem o que comer.
Não é mais amado nem está amando,
Acha que o ser que amava foi injusto
Expulsando-o e fazendo-o sofrer.

Errando pelas ruas da cidade
O velho curvado vai se arrastando
Lamentando a sua triste sorte.
Desrespeitaram a sua idade.
Não é mais amado nem está amando.
Só lhe resta esperar o dia da morte.

Dia da morte está tardando em chegar
Embora ache que ela virá no vento.
Porém uma coisa o está animando:
Todos os seus amigos lhe vêm dar
De que comer de beber e alento.
Assim para que serve estar chorando?

Ó errante escuta esta boa nova
Observando-te está o Deus do Céu
Ele pagará a injustiça que te fizeram.
Por isso errante, canta esta trova:
"Tu julgarás com justiça Deus meu".
Toda a injustiça que me fizeram ".

Na justiça divina não há impunidade,
O malfeitor com toda certeza castigará.
A Sua lei justa será sempre de aplicação.
Ele pedirá contas de toda a maldade,
Os pecados do injusto não perdoará.
Porém, ao errante dará sua benção e perdão!

Victor Alexandre
Enviado por Victor Alexandre em 15/08/2006
Código do texto: T216999
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Alexandre
Bélgica, 72 anos
274 textos (86606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:33)
Victor Alexandre