Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SENHORA

           
VI UMA LUZ INTENSA DE FULGOR RADIANTE. APROXIMANDO-SE LENTA
MENTE , Á TUDO ILUMINAR. SENTI NA PELE O CALOR BENFAZEJO,RE
VIGORANDO CADA CÉLULA DE MEU SER. ALÍVIO DE DORES NÃO SOFRI
DAS, NÃO SENTIDAS. VISÃO MAIS BELA , NÃO  ENCONTRADA NEM NO MAIS RECÔNDITO ESCANINHO DO OLIMPO. AFRODITE A LAMENTAR- SE NO ESPELHO DO TEMPO;NARCI
SO A LAMURIAR VÊ- SE FEIO
NA IMAGEM TUA. O  PERFUME
QUE EXALAS  FAZ  CORAR RO
SAS E ALFAZEMAS, DE VERGO
NHA, MORREM AÇUCENAS; DOS
LÁBIOS IMÓVEIS SOAM  PROMESSAS INCERTAS; O OLHAR SERENO DES
NUDA OBSCENA CONSCIÊNCIA, POR INTRANSIGÊNCIA, A ANUÊNCIA SÓ
TUA, UM DIA SERIA. VÊNUS SE AJOELHA A PASSAGEM  TUA,  OPACA SE TORNA A BRILHANTE LUA. EU, ENVERGONHADO, QUAL MARTE RUBO RIZADO POR TAL FIGURA, ME IMAGINO QUAL PROMETEU ACORRENTADO, SEM NADA TER ROUBADO OU DISTRIBUÍDO, APENAS ENVERGONHADO EM LANÇAR-TE UM MÍSERO OLHAR.  POR PIEDADE,
                        OLHE PARA BAIXO, ME VEJA.  SE
                        PENSO, EXISTO.  ME AFIRMES ISTO! AB
                        JETO VERME ASQUEROSO E VIL, ESTAREI
                        À TUA DISPOSIÇÃO, SERVIL. SATANAZ
                        DISCEMINA O MAL, JUDAS O CRISTO TRA
                        IU, PILATOS PRESIDIU  O
                        JULGAMENTO DO MESTRE. TODOS PODEM
                        SER CONSIDERADOS ERRADOS,MAS FIZERAM UMA AÇÃO.  POR TUA MAGNANIMIDADE, DEIXES O DESPREZO DE LADO A INDIFERENÇA  E OLHE APENAS UMA VEZ, COMO DA PARTIDA A DES PEDIDA, MINHA INSIGNIFICÂNCIA.ME LEVE AOS CÉUS,  DO REPÚDIO, LEVANTE  OS  VÉUS.  PORQUÊ TE EXULTAS EM DEGRADANTE REPULSA. QUE BEM TE FAZ ATITUDE MORDAZ, À MIM O DESPREZO, A COMPRAZ ?


GDaun
Enviado por GDaun em 16/08/2006
Código do texto: T217537

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43007 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:56)
GDaun