Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vestir-me de nada

Hoje acordo vestida de nada
Vestida de tudo que o nada tem
Sem cara, sem rosto, sem cor
Apenas eu sem nada
Hoje visto-me de mim
Da dor da distância dos outros
Da indiferença de quem queremos diferença
Sim, vestida de frio humano
Vestida de nada
Roupa rasgada sem linha, sem pano
Roupa sem vida
Roupa ou trapo de nada
Roupa que o tempo não trouxe
Roupa que a vida deixou ficar
Trapos de destino
Trapos de mim
Do que restou para que pudesse ao menos vestir
Vestir-me de nada
LDias
Enviado por LDias em 21/08/2006
Código do texto: T221494
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LDias
Moçambique, 35 anos
52 textos (3165 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:33)
LDias