Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A caligrafia, sua arte e as implicações na personalidade


Solidão. Você está ao meu lado, só que a muitos mundos
de distância,

mundos e mundos de distância
cinzas de sonhos
   alvoradas

Você está ao meu lado
Sempre ao meu lado

Mas agora
O sonho deixa-lhe vazia

como sempre
se sempre
você estivesse ao meu lado
mas você acorda, mexe-se na cama e os seus pensamentos
são rememorações perdidas do dia que lhe sucedeu

Agora a noite invade o mar de seus pensamentos

Mundos paralelos
mundos infinitos

Poderá a noite encobrir o dia?

Poderá o dia?
Poderemos, todavia, esperar
do óbvio o mistério?

Os vasos nas janelas

Talvez
ainda seja
       cedo demais

Pois a madrugada inda brinca com seus orvalhos noturnos
com suas freadas bruscas
seus gritos e sinais urbanos

Minha hora já não é igual à sua
meu instante é o mesmo
mas diferente do seu

Com quantos mundos se faz uma canoa?

ainda teremos tempo
areia escorrendo pelas mãos
dunas e segundos
Onde você estará agora estando ao meu lado?

onde
quer que seja
qualquer
lugar
que você sonha e eu acordado não vejo e nem sinto o cheiro
o toque
o hálito
você está a léguas e léguas daqui

Ao ver seus olhos fechados
seus semi despertos olhos fechados
todavia abertos aos delírios de mundos pessoais
daqueles mundos que nem eu sei dizer como são
daqueles mundos que somente você conhece e deles deixa apenas transparecer
como o suor que sai de sua pele
como as lágrimas que lhe caem por motivos desconhecidos
mundos desconhecidos

significações
interpretações

signos e mais signos
impregnando o ar com suas cores, formas e sabores

Entretanto você não acorda
certamente dormirá até amanhã
Então pela manhã
   eu mirarei seus olhos cansados
   e despertarei em uma praia
   mas em uma praia tão distante
   que você nunca saberá quem sou eu

Sua cabeça volta-se
ora de um lado
ora de outro
onde nasce e se põe o sol de sua cabeça cheia de pensamentos e dúvidas e questões insolúveis

sua cabeça repleta

Mas agora você não pode me escutar. Seus sonhos não deixam
porque lhe tornam surdas para as canções do meu mundo
e cega
para o véu que encobre a noite

você está ao meu lado
em um mundo de sombras e imagens que brotam nos campos do sonho

Sua boca está aberta e muda
você dorme o sonho dos justos
Mas eu estou acordado, meus olhos estão despertos

e meu corpo caminha no céu
porque meu sonho mostra seu mundo
e seu mundo é seu sonho diferente do meu

Você não está aqui.

Você está dormindo e eu não sei o que fazer para dormir acordado!
Márcio Barreto
Enviado por Márcio Barreto em 21/08/2006
Código do texto: T221606
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Márcio Barreto
São Vicente - São Paulo - Brasil, 46 anos
40 textos (1956 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:16)
Márcio Barreto