Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOR

VÉRME QUE RÓI NA CARNE FRIA
LATEJA ONDE JORRA O SANGUE QUENTE
MICRÓBIO QUE INFECCIONA E CONTAGIA
IMPRESSÃO PENOSA DE LESÃO, QUE SE SENTE

SOFRIMENTO TANTO FÍSICO, COMO MORAL
UM CORPO EM UM ESTADO POUCO NORMAL
CHORO, GEMIDO, CONTORCER E RETORCER
INQUIETAÇÃO, AGONIA, PUS A VERTER

FERIDA DO CORPO, E TAMBÉM DA ALMA
CHAGA QUE TIRA A PAZ, E TAMBÉM A CALMA
É O ÓBITO DOS SORRISOS NOS LÁBIOS
CREPE FUNÉRIO, QUE ABATE ATÉ OS SÁBIOS

É A MUTILAÇÃO DOS SONHOS DE FELICIDADE
É O FLAGELO, O AÇOITE, QUE DEIXA ATURDIDA A HUMANIDADE
ADVENTÍCIA, HORRÍVEL MOLÉSTIOA ENFARADA
QUE DESTRÓI DA VIDA, A VISÃO MAIS ENCANTADA

CONTEMPTOR ESTADO DE DEPRESSÃO
ENFADONHOS SUSTOS DE PROVAÇÃO
CONTUNDE A DOR QUE NÃO LIBERTA...
CASTIGO, COM MIRA DE FICAR ALERTA?

POR FIM...
É UM ENXURRO DE AUSTERA CONSTERNAÇÃO
INCOMENSURÁVEL HIPOCONDRIA, SEM EXPLICAÇÃO!


milizinha
Enviado por milizinha em 22/08/2006
Reeditado em 21/05/2011
Código do texto: T222651

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
milizinha
Rio do Sul - Santa Catarina - Brasil, 52 anos
637 textos (94446 leituras)
1 áudios (272 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:01)
milizinha