Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FOSSE O POENTE

Perder-te seria um fardo
O mais duro, o mais pesado
Meu Eu talvez sucumbisse
e quisesse deixar de ser
Não haveria mais dia
tudo noite, então, seria
Dor latente, lancinante, angustiante de se ter

Perder-te seria má sorte
Por que, então, assim viver?
Pari você num dia quente
querendo te ver crescer
sob a força da Luz Solar
belo, feliz, reluzente
Tanto amor para ti dar!

Perder-te seria uma morte
`A ti não mais cantar
Como, então, continuar?
No peito um profundo corte
e a alma a se derramar
Toda a vida se esvaindo
o sangue a não estancar

Perder-te seria uma morte
Crônica dor aguda
Escuro profundo demais
no horizonte a se alastrar
O Eu não surportaria
o Ser não mais poderia estar.


D.V.
25/08/06

Copyright © 2006 Dulce Valverde
All Rights Reserved
DULCE VALVERDE
Enviado por DULCE VALVERDE em 28/08/2006
Reeditado em 12/10/2008
Código do texto: T226894
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e link para o site " http://recantodasletras.uol.com.br/autor_textos.php?id=6199 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DULCE VALVERDE
Estados Unidos, 46 anos
391 textos (10864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:13)
DULCE VALVERDE