Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Epitáfio

Adormecido reflexo dentro de mim
Permanece de olhos abertos a observar
Bizarras vozes que me chama
E mergulho no profundo eclipse

Na taça incontáveis lagrimas silentes
Colhidas pelos infinitos instantes
Para satisfazer as imagens famintas
De desertos reinos erguidos por mim

Antigos sonhos desfilam em passos mórbidos
Ao abismo de todas as memórias decadentes
E distante ressoas sorrisos delirantes

Diluído reflexo ao rio de correntes violentas
Ilusões inevitáveis de enganos e dúvidas
Esquecidas cenas tombadas em mim
Chronos Sigdhara
Enviado por Chronos Sigdhara em 08/09/2006
Reeditado em 13/09/2009
Código do texto: T235678
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chronos Sigdhara
Gama - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
91 textos (2205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:12)
Chronos Sigdhara