Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O SAL DA MINHA VIDA

Nasci no mar, do mar sou e p'ró mar vou...
Ao mar eu dou minha página de Poesia
É pouco... muito pouco, o que te dou...
Mas o que tu me dás... é maresia!

Ah! Quantas marés navego sem um guia,
No oceano de marés da minha pobre grei?
Tirei do mar da vida, quanto podia...
Sofrendo por tudo aquilo que te dei!

Muitas ondas me bateram, ferozmente
Muitas vagas me beijaram com furor
A tudo resisti, heroicamente...
No oceano azul da minha dor!

No mar sou a sereia que palpita,
Na ânsia deste querer que se avoluma
Eu sou gaivota branca que se agita...
Um manto de pureza, de branca espuma!

Eu sou a Mãe que rompe águas e grita
E pelo filho heroicamente se bateu...
Porque o amor é uma graça infinita
Que no mar da vida nunca se perdeu!

Sou barco à deriva, em vasto horizonte
Agitam-se as àguas, soluça a maresia...
No sal das marés, procurando a fonte...
Vou salgando a minha vida dia-a-dia!

Maria José Fraqueza - Portugal
zezinha
Enviado por zezinha em 09/09/2006
Código do texto: T236224
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
zezinha
Portugal, 80 anos
90 textos (5500 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:50)
zezinha