Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


SE EU PUDESSE NO TEMPO VOLTAR

BUSCAR NO LIXO SELETIVO DE MINHA MEMÓRIA

PODERIA TALVEZ MUDAR MINHA HISTÓRIA

UMA TENTATIVA DE COSTURAR SONHOS BIZONHOS

NUMA ATITUDE DEMENTE DE PESSOA CARENTE

NO AGIR IMPENSADO QUE TRAGÉDIA PODERIA TER CAUSADO

HOJE VEJO QUANTO ERREI, QUANTO TRANSTORNO CAUSEI

QUANTA GENTE MAGOEI


REPENSAR AS AÇÕES, AS PROPOSTAS

OS INÚMEROS ENGANOS

REPENSAR RELACIONAMENTOS

FATORES QUE CAUSARAM MALFADOS ACONTECIMENTOS

POR LEVIANDADE A PROXIMIDE DE QUASE FATALIDADE

BUSCAR NO SUBCONSCIENTE ALTERNATIVAS PARA ABRANDAR

OS ERROS QUE TANTO CAUSARAM DORES E DISSABORES

A INOCENTES E PARENTES


PEDIR DESCULPAS A QUEM USEI DE COBAIA

NUM PROJETO INSANO, EU DE TOCAIA

À QUEM CHAMAVA DE FADA, NINFA OU MUSA

ÀS VEZES CASADA, SOLTEIRA OU VIÚVA

NÃO HAVIA DOLO, SEGUNDAS INTENÇÕES OU MÁ FÉ

TUDO FAZIA PARTE DE UM PROJETO ATROZ 

PARA ME FIRMAR , POR ME DE PÉ 


NÃO PRETENDIA ESCREVER UMA OBRA PRIMA

APENAS ME EXRESSAR ATRAVÉS DA RIMA

BUSCAVA NA ILUSÃO UMA PRETENSA AFIRMAÇÃO

VOCE NADA SABIA,

APENAS SENTIA

UM CERTO ASSÉDIO MISTURADO COM SABOR DE TÉDIO

MAS NÃO HAVIA PRETENÇÃO DE DEFRAGAR LAMPEJO

E NEM DESPERTAR DESEJO

NÃO TINHA INTENÇÃO DE SEDUZIR, CHAFURDEAR

ERA APENAS UMA FORMA DE POETAR


NÃO QUERIA NADA DE SÉRIO, APENAS PRESCUTAR

NA TUA ALMA E NO TEU OLHAR

A REAÇÃO QUE ISSO PODERIA DEPERTAR

QUERIA PERCEBER SE MEUS ESCRITOS , CONSEGUIA

REPASSAR O PENSAMENTO,

VISLUMBRAR EM TEU OLHAR

O MAIS NOBRE SENTIMENTO


A PROVA DE QUE NÃO ERA NENHUM PRETENDENTE

É QUE MANDAVA O MESMO ESCRITO PARA

PESSOA DIFERENTE

PODES NOTAR QUE NÃO HAVIA DESTINATÁRIO

E NEM REMETENTE

TUDO COMEÇOU NO EMPOLGAR DO DITO DO POETA

AO AFIRMAR

"TUDO VALE A PENA QUANDO A ALMA NÃO É PEQUENA"



ËNVEREDEI-ME PELO MUNDO DAS LETRAS

TINHA QUE SABER SE ERA PERCEBIDO, ENTENDIDO

SE PODERIA SEGUIR NA ESCRITA

OH TOLA IDÉIA!

ALCEI VOO SUICIDA ABRINDO EM CADA AMIZADE UMA FERIDA

SEM IMAGINAR O MAL QUE FAZIA

NA LOUCURA INSISTIA



VOCE JAMAIS PODERIA IMAGINAR QUE TUDO ISSO

NÃO PASSAVA DE UM PLANO MAQUIAVÉLICO

ELABORADO POR CÉREBRO FAMÉRICO

EM DAR E RECEBER

EM BUSCAR SE SUSTENTAR ALIMENTADO POR ILUSÃO E ILAÇÃO

POR OUTRO LADO COMO SUPOR

QUE ISSO PUDESSE CAUSAR TANTO DOR E DISSABOR


QUERIA VIAJAR PELO JARDIM DAS IDÉIAS

SENTIR O PERFUME DO SENTIMENTO

BUSCAR NO FUNDO DA ALMA O LINIMENTO

SABIA QUE SERIA COMO LANÇAR SEMENTES NO DESERTO

MAS TINHA QUE TENTAR, NADA É CERTO

JUNTAR PALAVRAS, FORMAR FRASES,

DAR SENTIDO RIMADO AO INUSITADO

CATAR PALAVRAS SOLTAS AO VENTO

TENTAR DAR FORMA AO SENTIMENTO

JUNTAR MENTE E CORAÇÃO, FAZER UM ÓRGÃO SÓ

PARA NA PONTA DOS DEDOS

ELUCIDAR INTRÍSICOS SEGREDOS


GARIMPAR EMOÇÕES,

BRINCAR NO CARROCEL DAS SENSAÇÕES

GERAR TROPÉU DE PAIXÕES

IR AOS CÉUS E DESCER À SEPULTURA

PERDER A DIMENSÃO DO COMPRIMENTO E ALTURA

APRENDER A LER NAS ENTRELINHAS

ADMIRAR A ALMA DA PASSARINHA

É SE ENCANTAR COM O ABRIR DE UMA FLOR


ENTENDER QUE POETA NÃO MORRE

MUDA-SE PARA UMA ESTRELA QUE O SOCORRE

É O DAR E RECEBER, ENTREGAR QUANDO QUER RETER

É DIVIDIR DORES E MULTIPLICAR AMORES

É LEVAR SORRISO AO CORAÇÃO TRISTE

É TER O PRAZER DE ANDAR DESCALÇO NA CHUVA

É DEITAR-SE NA RELVA PARA CONTAR ESTRELAS

É ACEITAR VERDADES E SUPERAR DESAFIOS

É SE FAZER PRESENTE EM MENTE AUSENTE


TUDO ERA PARTE DE UM ESQUEMA

PARA FAZER POEMA

NÓS PESSOAS DE ESCRITOS E RABISCOS

NÃO SOMOS COMO OS OUTROS, DITOS NORMAIS

A NOSSA SENSIBILIDADE NOS LEVA À INSANIDADE

O QUE NOS PROVOCA ENORME INSTABILIDADE

A PRETENSA LUCIDEZ SÃO MOMENTOS DE EMBRIAGUEZ

NO VIAJAR PELO MUNDO DA FANTASIA

FAZ COM QUE TENHAMOS CERTAS ILASIAS


UMA DELAS É ACHAR QUE O ENTENDIMENTO NORMAL

É COMUM A TODO SER MORTAL

A DOR DE CONSCIÊNCIA É DOLOROSA

NUNCA SE PODE MEDIR A DOR ALHEIA

MAS SE PODE IMAGINAR O QUE HOJE MINH'ALMA ANSEIA


MAS COMO AFIRMAR À CONFIANÇA OUTRORA CONCEDIDA

AGORA É BASTARDA, BANIDA, FOI PERDIDA


QUERIA QUE HOUVESSE JEITO DE TUDO DELETAR,

TODAS AS MARCAS E MÁGOAS APAGAR

QUE HOUVESSE UM NOVO AMANHECER

QUE AS INSANIDADES E TOLICES TACANHAS

NÃO PASSASSEM DE UM MAL SONHO

E TUDO FOSSE BANIDO DA TUA LEMBRANÇA

UM NOVO AMANHECER SÓ DE ESPERANÇA


AGORA SÓ ME RESTA PEDIR DESCULPAS PELO TORMENTO

PELO MALFADO SOFRIMENTO

PELAS NOITES PERDIDAS E SOFRIDAS

TALVEZ ATÉ ALGUM COMENTÁRIO MALDOSO

À FAZER SOFER UM CORAÇÃO BONDOSO

POR FAVOR PERMITA SOLICITAR TUA COMPREENSÃO

SE NECESSÁRIO, IMPLORAR O PRECIOSO PERDÃO.

GDaun
Enviado por GDaun em 12/09/2006
Código do texto: T238169

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (42995 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:55)
GDaun