Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO TAMBEM MATA

Vivo com ansiedade,
triste e sem sorte.
Sinto falta da felicidade,
Sentado a espera da morte.

Neste quarto que esconde,
A dor que me devora.
Pela agonia de levo na fronte,
Quando desperto em triste aurora.

Vida tumultuada sem deleito,
Tudo me parece perdido.
A dor que explode no peito,
Está me deixando sem sorriso.

Darei adeus às donzelas,
Sem nenhuma ter amado.
Me perdoe todas elas,
se sou um poeta magoado.
Marolla
Enviado por Marolla em 16/09/2006
Código do texto: T241415
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marolla
Araçatuba - São Paulo - Brasil, 8 anos
41 textos (1873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:47)
Marolla