Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MACABRO PENSAMENTO

Ando com o ar sombrio,
Foi a dor malfadada que me fez.
Não sinto na pela o ardor do frio,
Deste macabro vento sem sensatez.

Gasto com vinho todo o meu dinheiro,
Para aliviar a dor que me profana.
Já vago pelos ermos em desespeiro,
Sem sequer ter alguem que me ama.

Vivo neste quarto triste e sozinho,
Com a alma cheia de pecados e luto.
Entreguei-me de corpo e alma ao tédio,
Perambulando nos abismo do sentimento.

Ai quem me deras ter uma donzela,
De olhos negros e vivo luzir.
Tocar meus lábios nos lábios dela,
E as batidas do seu coração sentir.

Porque será que bebi o amargo,
Do amor incerto e sem futuro.
Senti a flexa do desespeiro,
Traçar meu íntimo ainda prematuro.



Marolla
Enviado por Marolla em 19/09/2006
Código do texto: T243822
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marolla
Araçatuba - São Paulo - Brasil, 8 anos
41 textos (1873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:29)
Marolla