Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solitário




Tudo poderia ser diferente...
se eu tivesse chegado antes...
Mas sempre chego tarde, sempre...
E sempre ja tem alguem,
Ali...onde eu desejo ficar.
De quem é a culpa? Não sei...
Só sei que o a vida esta sendo
Muito perversa e sádica comigo...
Tudo ultimamente gira em torno do talvez
Tiraram-me as certezas... em algum lugar
E eu não lembro Onde...
Deusa minha onde?
Onde estão minhas certezas?
Sinto que vou vagar até o final assim...
Entre falsas promessas e grandes enganos,
Brilhos de neon e sentimentos
Alheios aos meus ...
Em caminhos tão tortuosos que em breve
Me perderei para sempre.
Pois nada é questão de tempo
Já não tenho tempo...
Será que aprenderei a tecer minhas teias
à tempo, tal qual elas tecem?
Descobri que não sei viver sem razão
E neste momento razão...
É o que menos tenho.
Tudo tem sido tão vão, tão vago...
Tão vazio, tão sozinho.
Sinto que a loucura me invade
Em noites quase sempre vazias
Em dias longos e sufocantes
Quando minha cama vira um grande
e suntuoso palco de sortilégios
E fica tudo tão solitário quanto a única
pedra do anel que um dia me deste
Cris Cátia Lima
Enviado por Cris Cátia Lima em 09/10/2006
Código do texto: T260541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cris Cátia Lima
Salvador - Bahia - Brasil, 53 anos
59 textos (35296 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:43)
Cris Cátia Lima