Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Até quando?

Mais uma vez
O vazio me atormenta,
Chega sem avisar,
Simplesmente entra.

Até quando...
Eu serei atormentado?
Sou culpado por ser um poeta
Triste e amargurado?

Juro...
Já não sei mais o que fazer.
Hoje sou um poeta
Sem inspiração pra viver.

Até quando terei que beber,
O líquido horripilante da solidão?
Até quando terei que viver,
Num mundo sem compaixão.

Até quando terei que suportar
Este murmúrio sem fim?
Ninguém me nota...sou invisível.
Será que ela lembra de mim?

É difícil conviver comigo mesmo.
O vácuo aplaca meu coração.
Até quando serei obrigado a aceitar
Um muro entre eu e a paixão?

E este muro imperante
Faz feridas em mim.
Enquanto a solidão... companheira constante,
Simplesmente sorri.
Maicon Merlin
Enviado por Maicon Merlin em 17/10/2006
Reeditado em 31/07/2009
Código do texto: T266836
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maicon Merlin
Mogi das Cruzes - São Paulo - Brasil, 30 anos
114 textos (3888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:03)
Maicon Merlin