Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Universo

Eu jamais quisera ser o nucleo. Pois nunca fui.
Quero apenas que as pessoas me aceitem como sou, com o que eu tenho de mim.

Nunca me importei em ser o primeiro da fila. Ser o ultimo me causava tranquilidade.
Só me importo em seguir a minha vida, sem atrapalhar que cada um enxergue a sua, e eu hesitarei quando notar que perturbo.
 
Eu sempre me culpei por todos os problemas. E isso nao ira mudar.
Só preciso diferenciar os meus e dos outros. A preocupação é parar de ser um enfadonho.
 
Se cresci alem do necessario, e é assim que dizem. Farei-me surdo e mudo.
Saberei ouvir minhas criticas, falando cada soluço, preso, fatigado, repleto de amargura. Mas prometo calar-me.
 
Se aceitarei os meus dilemas, deixe-me comigo mesmo, e resolverei. Espero.
Confio no Deus poderoso que me fez assim, perfeito. Que pena que as pessoas nao enxergam. A verdadeira perfeição.
 
Contenho um par de olhos que choram, porque amo, me imagino com ela. Ela feliz.
A menina dos meus sonhos, que por um acaso do que era,  tornou-se real.
 
Se eu morro de embaraço a cada encontro meu com o mundo, por que viver? Por que ser um estorvo, medido por um simples fato. Altura.
Somente porque os meus ombros ultrapassam suas cabeças? É somente por isso? Por ser dotado de maiores tamanhos? Do que posso ser?

Eu seja alto, eu seja anormal, eu seja torpe,  eu seja eu, eu seja nada. O que serei?
Do que poderei me prender para realemtne viver?

 Eu tao pouco queria estar aqui.
 Eu tao nada posso fazer.
 Eu tao tudo posso querer,
 Eu pouco, nada e tudo... Sempre posso vencer.

Se é assim, saberei reconhecer-me, desde aqui, e que lá fora eu me despreze. Nunca poderei fingir que nada é alegria.
 
De um escritor que ama a verdadeira sentimentalidade, que acredita na mente como forma de repressão. Que confia em uma supremacia.
 
Justo que eu me apaixone por mim, e acredite, sinceramente nos martirios que virao.
 
Crível que o ser expôs uma vista, dele e ninguem desconheça. Desejo que prosperem em tudo.
Poet
Enviado por Poet em 18/10/2006
Código do texto: T267600
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poet
Campinas - São Paulo - Brasil
40 textos (3951 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:07)
Poet