Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Atração Mórbida"

Desejo-te como corpo
Sacrifico-me como gente,
Falo-te como tu falas...
Nem tão assim me procuras
e um tanto me rejeitas.

Atraca-me no porto da ignorância,
O leme, me para por incompetência,
Ouço-te como me ouves...
Nem assim entende-me no choro,
Tão pouco o som de minhas horas
Que restam.

Paro-me como me mandas
sofro como me ordenas,
olho-te como me olhas...
nem assim me enxergas por dentro
nem entende lágrimas secas ao vento.

Apago-me ao esquecer-me
Morro como assassino de minha alma.
Lembro-te como tu lembras de mim...
Eu, como paixão de meu corpo,
Você, fardo que não mais te interessa.
Assim somos-
Eu porta retrato de saudades...
Você arriscada conseqüência...


Rodrigo Obelar
Enviado por Rodrigo Obelar em 24/10/2006
Código do texto: T272303

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Obelar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
68 textos (2116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:28)
Rodrigo Obelar