Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Agonia, Agonia, Agonia...

                    Peço a clemência
                    De algum Deus que exista,
                    De algum Santo que exista,
                    De algum Anjo que exista,
                    De Deus,
                    Que deve existir,
                    Para que a
                    Agonia,
                    Agonia,
                    Agonia,
                    Abandone meu ter,
                    Saia do meu querer,
                    Seja longe lembrança,
                    Bem longe
                    Mera lembrança...
                     
                    Agonia,
                    Agonia,
                    Agonia...

                    Agonia:
                    É uma palavra
                    Ou uma sentença carregada
                    De todos os juízos punitivos?
                     
                    Os Deuses que evoquei
                    Não existem,
                    Agonizaram em suas próprias
                    Agonias...
 
                    Os Santos martirizados
                    Com todos os martírios da Agonia
                    Fazem-se surdos
                    Ao meu evocar...

                    Os Anjos bons e maus
                    Ocupam-se de outros bons e maus
                    Irmãos humanos meus,
                    Minha agonia fez com que
                    Todos Eles me abandonassem...

                    Deus é o mais injusto,
                    Lançou-me à cova dos leões
                    Como Daniel foi lançado,
                    Mas eu não sou
                    Um profeta iluminado,
                    Estou sendo devorado
                    Por presas e mandíbulas
                    Pelos dias nos quais
                    Eu tento orar,
                    Orar sem fé,
                    Orar sem a menor fé,
                    Orar sem fé nenhuma
                    Por Aquele que me deu
                    Como esposa fiel
                    A Agonia...

                    Agonia,
                    Dama perfeita
                    Dos meus perfeitos sonhos,
                    Tu És honesta comigo,
                    És humana
                    E não Deusa,
                    És profana
                    E não santa,
                    És Demônio
                    E não Anjo,
                    És Satanás
                    E não Deus!

                    Agonia,
                    Honro-Te nas encruzilhadas,
                    Onde ajoelho-me
                    Procurando auxílio superior
                    E encontro-Lhe sorrindo,
                    Sorrindo mais para mim
                    Do que qualquer outra
                    Miséria material,
                    Salve a miséria
                    Que o mundo nos dá,
                    Salve a miséria
                    Que é o viver,
                    Salve a miséria
                    Que nós temos,
                    Salve a miséria
                    Que nós somos!
                    Agonizamos como
                    Miseráveis,
                    Agonizamos como
                    Pobres miseráveis,
                    Agonizamos muito
                    Miseravelmente
                    E damos forças
                    Uns aos outros
                    Fazendo de tronos
                    A todas as nossas
                    Misérias,
                    Misérias,
                    Misérias agonizantes!

                    Tudo agoniza,
                    Tudo agoniza mesmo,
                    Tudo agoniza em verdade,
                    Tudo agoniza em desespero,
                    Tudo agoniza
                    E nós aproveitamos
                    Cada um dos nossos
                    Desgraçados dias
                    Acordando,
                    Dormindo,
                    Bebendo,
                    Comendo,
                    Indo,
                    Indo,
                    Indo,
                    Indo...
                    Indo para onde?

                    Para onde?

                    Onde?
                    Você sabe?

                    Eu sei?

                    A Agonia,
                    Agonia,
                    Agonia,
                    Agonia,
                    Sabe,
                    Somos tão pequenos
                    Como vermes
                    Sendo por ela esmagados,
                    Corpo,
                    Mente,
                    Alma,
                    Espírito
                    Esmagados...

                    Agonia,
                    Por muito tempo
                    Eu me encantei
                    Pela mentira
                    De não senti-La,
                    Eu era tolo,
                    E um garoto bobo
                    Brincando com brinquedos
                    De ilusório esterco.

                    Agonia,
                    Você massacra os outros,
                    Imbecis como eu era
                    Ou talvez ainda seja,
                    Os outros em cada lar,
                    País ou mundo
                    Em agonia,
                    Agonia,
                    Agonia,
                    Agonia...

                    Tu És cruel enganando-nos.
                 

                   
Inominável Ser
Enviado por Inominável Ser em 02/11/2006
Reeditado em 02/11/2006
Código do texto: T279803

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Inominável Ser
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 40 anos
85 textos (31738 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:05)