Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Versus meus"

Sou o elo perdido
que encontrou seu fim.

Meu amor,
meu amor:
quando houve um tempo feliz?

Sustento tantos obstáculos
que meus versos são contrários:
meus versos são reversos-certos,
ou fantasias em fugas,
ou minha face em diversas fases

- em cada uma das fases, uma face:
esfacelo-me em fases ou em faces?

(Meu amor,
 meu amor:
 quando houve um tempo feliz?)

Mesmo cercado num
jardim de imprevisibilidades,
de olhares perdidos
em dias de silêncios nublados,
digo-te:

Por favor, leia minha voz,
seja minha voz...

Em minha identidade perdida
diluída em sonatas antigas,
digo-te:

sois meu élan perdido
que se encontrou em mim...
ErlKoenigKunstler
Enviado por ErlKoenigKunstler em 03/11/2006
Reeditado em 03/11/2006
Código do texto: T280818

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Carlos do Carmo Guimarães, www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErlKoenigKunstler
Santo André - São Paulo - Brasil
74 textos (3066 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:09)
ErlKoenigKunstler