Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILÊNCIO

*Fanny*

Talvez o horizonte ainda chore
estrelas de saudade
nestes dias e noites de silêncio
em que eu caminho solitária
por nuvens de incerteza e amargura.
Talvez no refúgio das estrelas,
nos jardins secretos da Lua
habitado por fadas azuis
de sonhos e quimeras,
eu ainda perceba a voz
de um anjo revelador
e entenda enfim a verdade
nas encruzilhadas
das tempestades.

Quisera eu afastar as rajadas
daqueles ventos exasperados!
Varrer do firmamento tantas mágoas
e pintá-lo com a ternura daquele arco-íris
de aguarelas celestiais
que eu perdi nas cordilheiras da ilusão.
Fanny Estrela
Enviado por Fanny Estrela em 27/06/2005
Código do texto: T28258

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fanny Estrela
Portugal
230 textos (6828 leituras)
1 e-livros (100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:57)
Fanny Estrela