Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morte Afinal

Rebaixado, caído em um canto
Ébrio, em prantos
Me deixe só
Quero morrer sozinho

Quando sair não faça barulho
Quero morrer em silêncio
Deixe-me arder em dor
Ao desdém do vento

Mas não se esqueça do que fui em vida
Cative a minha melhor lembrança
E esqueça os meus erros
Mas pense em mim

Deixe meu corpo enquanto ele fizer parte
Desta decadente paisagem
Quero morrer aqui
Na beira do rio
Onde as folhas secas do outono caem mortas
E são levadas para além do horizonte
Igor Spala
Enviado por Igor Spala em 05/11/2006
Código do texto: T282973

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Igor Spala
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
8 textos (363 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:54)
Igor Spala