Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A perfeição da Tristeza.

Na infância não era como os outros.
A alegria raramente em mim aparecia.
A perfeição da tristeza estava em mim!

Minhas paixões nunca existiram.
Os outros podiam se apaixonar,
Mas sozinho eu tinha que ficar.

Se eu amei? Sim, eu amei sozinho!
Já era criança e me via sem caminho.
Como eu poderia ser diferente agora?

Como esta tormenta de lágrimas
Poderia neste momento não existir,
Se tudo o que acontece é pra me ferir?

Uma onda sombria acalenta meu ser.
Talvez queira me levar defronte a morte.
Talvez esteja só me fazendo companhia.

E eu que sorria em meus delírios vãos
Quando em noites frias febre eu tinha.
Acho que esta era a minha sina.

Ser atormentado para todo o sempre.
Estar lúcido e não enxergar a frente.
Viver triste até morrer de repente.

felipe Gray
Felipe Bjork
Enviado por Felipe Bjork em 09/11/2006
Código do texto: T286166
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Bjork
Passo Fundo - Rio Grande do Sul - Brasil, 29 anos
9 textos (283 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:47)
Felipe Bjork