Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PRÍNCIPE NEGRO

Ode ao abandono e ao fim de tudo, do amor, da amizade, da esperança de tudo quanto de belo rege a alma de um ser
                    O PRÍNCIPE NEGRO

Vivia num palácio de gelo
Bem no meio de uma tempestade
Cujo vórtice
Estava prestes a atingi-lo
Logo naquele preciso momento
Em que estava preparado para tudo
Menos para ela…
Vivia não vendo, mas adivinhando
Distantes Jardins Encantados
Nos quais apenas poderia pensar
Mas não tocar
E nem sequer o seu mágico pólen inspirar

O Príncipe negro

De triste
E sombrio olhar
Olhava vezes sem conta
Para a sua princesa
Que estava morta
No seu coração

E nessas alturas de maior dor
Ele derramava lágrimas escuras
Que corriam
Pelo seu queixo e peito
Que outrora
Tinham sido dourados

Passava os seus dias inócuos
A olhar um céu cinzento
Onde o sol se recusava a morar
E a escrever as palavras pretas
Que saiam da sua pena velha e gasta
Pela esperança morta

Deixara de acreditar
E vivia cada dia
Apenas porque o seu corpo assim o queria
Dado a sua alma ser uma entidade opaca
Mais morta do que viva…

A felicidade era coisa que ignorava
Conheceu-a noutra realidade
Para a perder
E agora nem uma memória restar dela
Restando apenas a dor
O seu lado obscuro
O seu lado total

A única coisa
Que ainda brilhava em si
Eram os seus sonhos
Sonhos lindos,
De encantar
Difíceis de descrever
Pois eram infinitamente animados, complexos
E coloridos
Sem grande lógica
Por vezes…
Mas o que isso interessava
Se neles residiam a única felicidade
Que se esvaía
Mal ele acordava
Para mais um dia sem nada
Por isso
Ele passava os dias
A sonhar
Com os sonhos
Pois sem sonhos
Ele
Nada mais seria
Do que a essência
Dum buraco negro
Das estrelas mortas
Sem os sonhos
Ele seria
Aquilo
Que desejava não ser:
Um ser animado pelo espírito
Infernal
Do nada mais poderoso do universo
Sem os sonhos
Ele passaria de facto
A ser em nome e em titulo:

O Príncipe negro
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 13/11/2006
Reeditado em 13/11/2006
Código do texto: T290281

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170353 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:01)
Miguel Patrício Gomes