Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GEMIDOS DE DOR

Não posso conter minhas lágrimas, pois
Elas saem naturalmente dos meus olhos,
Revelando uma tristeza infinita e doida,
Que com gemidos de dor saem da minha alma

É elas molham minha face depois de ter visitado
O meu coração que fragilizado permitiu que elas
Mostrassem-me tamanha solidão que tenho vivido
Solidão que estou sentindo nesta noite sombria,

Ah como queria fugir deste sofrimento todo,
No entanto não consigo, porque cada vez mais
Estou me afundando na tristeza, na qual
Faço força para sobreviver neste mundo sem rumo,

É não sei para aonde ir, e nem mesmo se tenho
Um lugar que possa me acalentar neste momento,
Pois me sinto só e amargamente sozinha nesta vida,
Por isto me dói sentir e viver estes sentimentos!

Queria, queria mesmo viver outra realidade hoje, mas
Não posso e não consigo dar um passo para a felicidade,
Pois a solidão me prende e a tristeza me abraça,
Trazendo-me muitas lágrimas para fazer-me companhia

Mas e ai será que alguém ajudaria uma pessoa que vive
Com gemidos de dor? Não sei, pois todos querem amor
É já esperei muito daqueles que amo, mas eles não
Nunca esperaram e não esperam nada de mim!


Glaucia Duarte
Enviado por Glaucia Duarte em 23/11/2006
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T298738

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glaucia Duarte
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
1955 textos (250896 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:16)
Glaucia Duarte