Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



E sinto-me sozinho de estar tão só
Que chego a pensar que não há no mundo
Pessoa que viva com tal dó
Neste mundo tão só e infecundo.

No silêncio sepulcral do meu quarto
Entrego-me à dor e ao que ela tem
Sei-o bem que daqui eu não parto
E assim sigo sozinho sem mais ninguém.

Meu quarto é o meu mundo
Minha dor levo-a comigo
E eu sinto-me só e imundo
Por não querer estar contigo.


Jorge Humberto
23/11/06


Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 23/11/2006
Código do texto: T299320
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66675 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:40)
Jorge Humberto