Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAGA-LUME

Vaga-lume, vaga-lume !
Pedacinho de estrela cadente,
Que veio do céu salpicando luzes,
Riscando de prata as minhas noites.

Fogos vivos adornando o silêncio,
Em todas as noites, de todos os santos,
A enfeitar o vento, a marcar o tempo,
Os fogos-fatuos bordando os mantos.

Os mantos tristes das noites frias,
De vultos cinzas na escuridão plena,
Vem dar esperanças, inspirando sonhos,
Os meus sonhos em noite serena.

Vaga-lume, desde menino te conheço,
Desde a infância dos jardins sem muros,
E todo o tempo, nessa varanda triste,
É sua luz que ilumina os meus escuros.

 







Beto Pupo
Enviado por Beto Pupo em 27/11/2006
Código do texto: T302599
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beto Pupo
Campinas - São Paulo - Brasil, 60 anos
151 textos (14617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:08)
Beto Pupo