Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A estrada das ilusões

Atravessarei a estrada das ilusões
Onde deixarei a tonalidade
Tentarei  ver se dali avisto
De novo minhas utopias.


Perdidas, desencontradas
Foram-se de minha visão
Fazendo brotar uma lagrima solitária
Que enxugarei  disfarçando a dor.

Virarei  a face esconderei a dor
Para que os amigos que estiverem  ao meu lado
Não notem esse momento extrafisíco
Em que minha mente buscara derradeiramente  o encanto do teu beijo sentido .

 
Serão lembranças guardadas, momentos passados
De emoções afogueadas e cheias de amor vividas
Que mesmo nessa única vida, imensurável paixão
Se dizem existir mais alguma além, não serão repetidas não sentirei por  mais ninguém.....


E a vida continua além do jardim...
As lagrimas das perdas precoces
O desamor e a tristeza
Antecipando as dores da morte.


Em um misto de medo e agonia
Vão se passando os dias
A morte continua se vestindo de preto
Mesmo querendo disfarçar-se de branco .
Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 28/11/2006
Código do texto: T303399

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36695 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:46)
Wanda Ayala