Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A esperança não pode perder mais uma luta...

Resiste ! Velha figueira, resiste!
Não posso perder a sua sombra,
Você! O meu mais querido verde,
Esperança de que um forte não tomba.

O que será dos pequeninos sem você?
Na tua ausência a vida perde o brilho,
O sol impiedoso há de secar o lírio,
As flores aos seus pés se esfumarão.

Oh ! Velha figueira já cansada,
Resiste a este homem inclemente,
De tanta luta, hoje és impotente,
O que será dos teus na tua queda?

Oh ! Velha figueira se partires,
O meu coração ficará nas trevas,
Nas frias sombras da desilusão,
O meu esteio é a sua resistência.

E quanto aos lírios que secarão ao sol?
E as orquídeas que tombarão contigo?
Que tristeza, o João de Barro sem abrigo,
Na solidão de um cenário sem seus verdes.

Resiste velha! Velha figueira, resiste!
A esperança não pode perder mais uma luta,
Sei que os jardins e os gramados são bonitos,
Mas o cheiro do mato está na sua resistência.



Beto Pupo
Enviado por Beto Pupo em 28/11/2006
Código do texto: T303499
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beto Pupo
Campinas - São Paulo - Brasil, 60 anos
151 textos (14617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 21:02)
Beto Pupo