Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cinza

   Inda lembro seu riso, seu cheiro, seu laço
   Sinto seu abraço quando fecho os olhos
   Olhos lacrimejosos onde a luz extinguiu-se
   Olhos esses, que outrora brilhosos
   Se julgavam ditosos
   Por sobre seu peito, seu pêlo deitar-se


    Sigo a estrada porque não posso voltar;
    Perdida em meus passos, soluço fraco
    Enquanto em meu peito parecem brotar
    Aquelas pequenas partículas de dor
    Que chegaram quando você se foi.
    A estrada me trás arrastada diante do abismo...

    Fecho meus olhos enquanto caio
    Vôo em direção à liberdade
    E em meu desmaio
    Caio em teus braços
    Apenas para voltar à consciência
    E descobrir que o mundo é cinza.

   
 
Monique Freitas
Enviado por Monique Freitas em 02/12/2006
Reeditado em 09/10/2012
Código do texto: T307799
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monique Freitas
Suécia, 37 anos
33 textos (4471 leituras)
2 e-livros (379 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 08:30)
Monique Freitas