Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



SE AO MENOS

Nada me importa
desta dor que não vejo.
Ela não fala,
e assim mesmo, muda,
mesmo assim não se cala.
Nada me interessa
desta dor que não rasga a carne,
não me corta a pele,
não machuca a derme, 
e no entanto, me deita inerme.
E assim, disfarçada de nada,
como quem inofensiva,
ainda assim, rasga dentro.
Se esta dor
ao menos fosse carne,
fosse pele, 
nervos e sangue.
Se ao menos esta dor
fosse visível.
Se ao menos
sangrasse.
Se ao menos
esta dor
fosse...
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 05/08/2005
Código do texto: T40466

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154037 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:53)
Débora Denadai

Site do Escritor