Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tristeza

Sem avisares
entras subtilmente
e pintas as almas de negro
aninhas-te nos corações desalentados
deixas marcas nos rostos amargurados.

Embalas ao som dum violino surdo
Apagas a luz do dia
almas mergulhadas na angústia
medo e aflição.

Sugas as lágrimas salgadas
alimentas-te da escravidão

Lutamos contra ti
e rasgamos-te por fim
es uma teia envolvente
da tristeza e da solidão.
Isa Castro
Enviado por Isa Castro em 09/08/2005
Código do texto: T41560
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Isa Castro
Portugal
169 textos (11648 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:57)
Isa Castro