Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINA...



Sina...

Não ter pra quem nem porque,
 poetar descrevendo versos de amor.
Espalhar nas ardentes linhas versos
 chamuscados, cinzas...
Brasa arrefeceu.

Sina... Poetar veemências
Sonho fazer-me harpa
Dedilhada em musicadas notas
No tanger letras no jargão
 poético cantador.

Aragem toca-me
Ouço sons danço notas
arquejadas na imaginação.
Ao sentir-te os dedos
Dedilhando cordas
Na emoção.

Sina... Macieza na pele
 acariciada na intenção
Para quem poeto abrasados versos.
 Não há harpas!
 Não há cordas o coração.

Deth haak

09/08/2005


Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 10/08/2005
Código do texto: T41601
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65340 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:31)
Deth Haak