Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HERÓI

Sou um herói solitário, que nas resplandecentes noites de um altivo luar, permanece com os olhos fixos no céu a observar a candura brilhante das estrelas, mantendo no peito a eterna esperança de que elas me tragam você......
Sou um mero sonhador amargurado, que busca incessantemente tua presença em pequenas coisas, como num olhar perdido, num perfume inebriante ou em um simples toque de mãos......
Sou apenas um homem enfraquecido, angustiado e desiludido pela falta, tentando em vão me fazer de forte, de insensível, de desinteressado, de herói......
Porém, mesmo os heróis também amam, também compartilham sentimentos, também sentem na pele a ausência e a necessidade do calor do ser querido, também se apaixonam e, acima de tudo, também choram......
Com os olhos cabisbaixos e lacrimejantes, um intenso sentimento de perda passa a perturbar minha mente, e meu coração.....
Sinto a falta de teus carinhos, de tuas mãos e tua boca a percorrerem meu corpo nu, buscando extrair-me gemidos delirantes de prazer.....
Sinto a falta de teu olhar malicioso e da maneira com que mordias os lábios, quando de pé à minha frente, passavas a retirar vagarosamente as vestes com o único e caloroso intuito de provocar-me, e aumentar ainda mais minha excitação, como se possível fosse.....
Sinto falta das loucas e inovadoras posições amorosas que inventavas, tornando nosso ato sempre diferente, inédito e que a cada entrega, faziam do tesão e do gozo uma explosão fenomenal de luxúria, elevando-nos ao auge do prazer carnal......
Sinto falta dos gemidos, dos sussurros que pronunciavas ao meu ouvido, falando-me palavras despudoradas, com o único propósito de que meus ataques, minhas penetrações se tornassem cada vez mais rápidas e vigorosas......
Sinto falta da paz e do silêncio que reinava quando ao clímax atingíamos, e somente sons de arfares de êxtase eram ouvidos......
Sinto falta de quando, ao me veres combalido, extenuado pelo gozo, ainda todo untado, lambuzado por nossas seivas, matreiramente começavas a beijar-me o corpo, deixando-me novamente em pleno vigor físico, em ponto de ebulição.....
Hoje sei e sinto que, definitivamente não sou, nunca fui e jamais serei um herói, pois meus sentimentos, meu coração e minha lembrança, nunca irão permitir que te esqueça, tornando-me simplesmente um frágil e carente amante solitário.......
 
sgtcardoso
Enviado por sgtcardoso em 16/08/2005
Código do texto: T42900
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sgtcardoso
Biguaçu - Santa Catarina - Brasil, 54 anos
515 textos (20942 leituras)
1 e-livros (84 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:06)
sgtcardoso