Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o dia passa,
a noite chega,
  e eu...só..
no horizonte,o sol se pondo,
percebo em cada rosto,em cada olhar,
 esperança, amor,
 e eu...só..
amigos perguntamsobre mim,
  me calo.
e quando não aguento mais,
me explode o peito,e falo
  eu?..vivo só...
não falo da minha vida,meus anseios,
alegrias e solidão.
não corro ao longo do caminho,
não paro na estrada,
  eu apenas sigo..
chorar!,mas porque chorar.
por alguem perdido?
ao refletir meu rosto no espelho,
  eu choro,,,choro por ser eu...
  estrada vazia,
solidão que me fére,como a espada afiada.
  mas eu sigo...como sempre...só.
 sou alguem que ninguem quiz,
 sou caminho sem fim,
 coração as vezes me aperta o peito,
 o nó na garganta me sufoca.
 sinto vontade de chorar.
 mas neste momento,eu me calo,me tranco
 dentro de mim.
 
        SOZINHA EM MEU EU...


OBS;todas poesias de minha autoria
tem direitos autoriais.










































elisabete bertaia
Enviado por elisabete bertaia em 22/08/2005
Código do texto: T44418

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
elisabete bertaia
Piracicaba - São Paulo - Brasil, 56 anos
31 textos (2352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:44)
elisabete bertaia