Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vazio

Sinto um vazio,
Um vazio colossal
Não sei mais
Se o que sinto por ti…
É amor, paixão ou amizade.
Esse amor estranho
Que dizes sentir
Não o entendo mais…
Mas foram bons os momentos
Passados a dois
Ah! Como gostava de os reviver…
Agora só os relembro
Em meus pensamentos.
Sem o teu amor…e carinho…
Sinto-me a mais “nua” das mulheres.
De alegre que era,
Tornei-me triste.
Este vazio incomoda-me
Nada faz mais sentido.
Tudo é tempestade…
Baralha-me a cabeça…
Porque me bateste à porta, amor?
Não a devia nunca a ter aberto.
Porque te retrais
Na demonstração dos teus sentimentos?
Medo da paixão
Medo de sofreres.
No entanto eu apaixonei-me
E agora por isso sofro.
Mas não é por sofrer
Que vou fechar o meu coração à paixão.
Masoquista?
Não! Não sou!
Apenas sigo a voz do meu coração.
Abre o teu coração
Não reprimas sentimentos.
Este vazio incomoda-me
Nada faz mais sentido.
Sou mulher romântica,
Não és o meu troféu
Perdão se fiz sentir tal.
Deixa-te amar
Deixa-te ser acarinhado
Mas não me peças o impossível
Qualquer mulher gosta de se sentir amada…
Desejada…
Acarinhada…
Tudo que gosto
Não sinto
Sinto-me vazia
Onde nada tem mais sentido.

10-02-2005

©Anabela Braga
(Chinezzinha)

Todos os Direitos Reservados
Chinezzinha
Enviado por Chinezzinha em 06/09/2005
Reeditado em 10/11/2006
Código do texto: T48138
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (©Chinezzinha - www.anabelabraga@com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Chinezzinha
Portugal
155 textos (20226 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:44)
Chinezzinha