Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A dor que se tenta esquecer

A DOR QUE SE TENTA ESQUECER

Quantas vezes
Dizes esquecer,
Mas não podes esconder:
A traição que me rasgou o corpo.
O corpo que te tapou o gesto.
O gesto que te alentou a vida.

Quantas vezes
Soletras ódio.
O ódio que destrói a alma.
A alma que sustém a vida.
A vida que retém a dor.
A dor que me sobra tanto.
O tanto que te dei
E que canto.

Quantas vezes
De luto me visto.
Visto dar sem receber
Receber nada, que nada tenho
Tenho a dor que não quis
Quisera alguém sofrer?

Quantas vezes
De cor me visto.
Visto que só luto me deste.
Deste amor sem amar
Amar sem amor não compensa
Compensa perdidamente ficar.
Ficar?! Só quando o amor apareça.

Quantas vezes
Hesitei e não parti.
Parti sem coragem e voltei
Voltei a morrer e morri
Morri mas ressuscitarei.

Sabes:
O amor perdido por vezes
À espera que algo aconteça
Retém o corpo por meses
E nós ficamos sem pressa

Quantas vezes
Deveria ter partido
E mais partido fiquei.

Rogério Martins Simões
Maio de1979
Publicado
(Caderno “Uma dúzia de Páginas de Poesia n.º 41)

Romasi
Enviado por Romasi em 24/09/2005
Código do texto: T53437

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Romasi
Portugal, 67 anos
29 textos (3792 leituras)
9 áudios (510 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:27)
Romasi